quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O começo de uma história

Muitos acreditam que o tempo é como um rio que corre seguro e veloz em uma só direção, mas eu já vi a cara do tempo e posso lhes afirmar que estão errados...
O tempo é uma fria e longa tormenta...


                E se perguntarão quem sou e por que vos afirmo isso...
                Sentem-se e lhes narrarei uma história que nunca haveis escutado antes...
                O mundo está sempre em movimento e às vezes gira tão depressa que faz com que algumas pessoas passem pela vida sem deixar nada que as faça serem lembradas... O tempo não para e a vida não espera, todos nós morreremos um dia e nossa existência teria sido em vão se ninguém lembrasse que um dia existimos, se não deixássemos um legado.
                Amar, ter filhos, escrever um livro, coisas que todo homem deveria fazer... Deixar algo para o mundo, para que um dia quando sua vida se extinguir tenha algo pelo qual será lembrado...
                Sempre acreditei desde criança que a vida era como um livro escrita pelas mãos de um ser maior... “O CRIADOR”. E por ser assim desde os momentos mais felizes até os dias mais tristes fariam então parte de uma enorme trama escrita linha por linha pelas mãos do Criador... Os momentos felizes seriam apenas o final de um capitulo desse imenso livro e os dias ruins o começo de um novo... Porque se pensarmos bem a felicidade não teria graça sem a tristeza, não saberíamos como é bom ser feliz e por tanto acabaríamos por não dar atenção a esse momento. Cada dia ruim, cada lágrima que deixamos cair de nossos olhos faria então parte de uma obra de capítulos felizes e outros nem tanto. Acabaríamos por encontrar conforto e felicidade e se a tristeza voltasse a incomodar diríamos a nós mesmos: “vai passar, é só uma fase!” e logo viriam outros capítulos felizes e tudo ficaria bem, até que nossa participação nesse livro terminasse com a nossa morte e a trama seguisse com novos personagens, novas histórias. 
                 Mas recentemente algo me fez perceber que eu estava errado...
                A nossa história é escrita por nós mesmos, a cada dia, a cada momento, a cada fração de segundo... Se sofremos é porque procuramos isso com nossas ações, e se estamos felizes é porque fomos sábios e não nos deixamos a deriva, vivendo como se a vida fosse algo sem sentido, porque ela não é! O sentido da vida está em viver cada segundo sem se preocupar com o amanhã e sem se perder no ontem... Porque a vida é feita de momentos e nada mais.
                Ao perceber isso descobri que a felicidade está presente em todos nós, a cada sorriso, a cada lágrima, a cada gesto...
                Porque a felicidade é o que nos mantém vivos...
                Meu nome é Johnathan Alves e minha história começa assim...

sábado, 20 de agosto de 2011

Antes de te conhecer



Antes de te conhecer eu não entendia as canções,
dormia bem todas as noites,
não me importava com as minhas roupas,
esquecia o celular,
tinha pensamentos livres e horas vagas.
Meu coração era saudável,
lento, constante.
Eu não tinha febre psicológica,
crise emocional, stress acumulado,
nem carência afetiva.
Não tinha ciúme ou ódio.
Eu sempre tinha a razão,
não aguentava reclamações,
não planejava tantas coisas boas e bobas.
Antes de você eu não morria de saudade,
não era tão bem-humorado,
não me preocupava em fazer alguém feliz,
em cuidar de alguém.
Eu não sabia sequer que um abraço curava tanta dor,
que o mundo cabia num sorriso,
e que era possível gostar tanto de uma pessoa.

A verdade é que antes de te conhecer eu era inocente,
não entendia bem a vida,
não entendia bem o amor,
não que eu entenda agora...


é só que antes de te conhecer era mais fácil sorrir...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...