domingo, 3 de abril de 2011

Mais um ano que se passou...

Eu nasci no ano de 1994 em um domingo de páscoa, pouco depois da meia noite, o estresse constante de minha mãe fez com que eu me virasse de mau jeito na barriga e por isso eu nasci pelos pés e não pela cabeça como a maioria dos bebês, o problema nisso é que quebrei minhas pernas ao nascer, os médicos diziam que eu nunca iria andar...
            Durante boa parte da minha infância usei um aparelho enorme e horrível, que me machucava muito, mas graças a ele hoje sou quase normal, ando perfeitamente, embora ainda tenha as pernas meio tortas...
            Meu pai foi um covarde e fugiu assim que soube que minha mãe estava grávida, minha mãe sempre fez de tudo para que não me faltasse nada material, e com isso ela meio que se esqueceu do carinho, esse eu nunca tive...
            Aprendi cedo a me virar sozinho, a não precisar de ninguém, a ser independente, a ser sozinho...
            Por isso sei bem o que é solidão...
            Mas eu cresci, amadureci, encontrei amigos, amores, pessoas que acreditaram em mim e me ensinaram o que é amizade, me mostraram como é não ser só...
            Nunca fui normal, nem nunca serei, não gosto do que é comum, prefiro ter personalidade e opinião, sem falar na capacidade de pensar sozinho...
            Nunca fui um grande defensor da tese de que Deus existe, para dizer a verdade sou ateu, mas não tento convencer ninguém de que Deus não existe, nem gosto quando tentam me provar o contrário, afinal cada um tem o direito de acreditar no que quiser...
            Costumo dizer que me apaixono todo dia, sempre pela pessoa errada...
            Apesar disso, só amei uma vez na vida há muito tempo atrás, amei a pessoa que mais me fez feliz e também a que mais me fez sofrer, mas sem duvida a que mais me ensinou e a que mais me fez crescer...
            Hoje muita coisa já se passou em minha vida, perdi tudo o que mais amava, mas aprendi a amar novas coisas que a vida me trouxe...
            Sou o que eu escolhi ser e ninguém nunca poderá mudar isso...
            Não posso dizer que não fiz escolhas erradas, porque seria mentir, mas não me arrependo dos deslizes que cometi, porque deslizando perdi pessoas que amava, mas graças a essas perdas encontrei novas pessoas que amo mais ainda e que me fazem mais feliz, do que jamais sonhei em ser....


Jhony Inexplicável (Johnathan Alves)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...